Notícias & Dicas

Segurança no Trânsito no Brasil

23 de Maio de 2019

Toda pessoa que sai de casa, seja a trabalho ou a passeio, quer retornar em segurança para o lar. Infelizmente, por causa da falta de segurança no trânsito no Brasil, milhares de pessoas não conseguem realizar esse objetivo.

Devido ao elevado número de mortes nas estradas brasileiras, os acidentes de trânsito figuram na quinta colocação entre as causas de óbito no país, atrás, apenas, do câncer, infarto, AVC e homicídios.

O fato é que um trânsito mais seguro é a consequência de ações preventivas e conscientização de todos os fatores envolvidos (pedestres, ciclistas e motoristas em geral). Segundo especialistas, 95% dos acidentes acontecem por causa de falhas e/ou negligências humanas.

Dados sobre o trânsito brasileiro

Em 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou um pacto de redução nas vítimas do trânsito. O objetivo era reduzir em 50% o número de mortes ao longo de 10 anos (até 2021). Inclusive, o Maio Amarelo, mês de conscientização no trânsito, é fruto dessa meta.

Apesar de o Brasil ter conseguido reduzir a quantidade de óbitos, ainda há um longo caminho a ser feito. Conforme dados do Ministério da Saúde, na comparação de 2016 com 2014, houve redução de 14,8%, passando de 43.870 para 37.

Um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostra que o Brasil é o quinto país com mais mortes no trânsito. Os primeiros colocados são Índia, China, Estados Unidos e Rússia.

Além disso, segundo o documento da OMS, 80% das mortes aconteceram em 13 dos 27 estados brasileiros. Sendo eles: São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Bahia, Ceará, Rio de Janeiro, Pernambuco, Goiás, Rio Grande do Sul, Pará, Maranhão, Santa Catarina e Piauí.

Segurança no trânsito – o que fazer:

  • Seguir as leis de trânsito;
  • Adotar medidas de direção defensiva;
  • Respeitar as demais pessoas, seja você pedestre ou motoristas;
  • Não ingerir bebidas alcoólicas e/ou substâncias ilícitas antes de dirigir;
  • Evitar ultrapassagens arriscadas e/ou manobras perigosas;
  • Andar de moto somente com equipamentos adequados;
  • Respeitas as sinalizações de trânsito e limites de velocidades.

Responsabilidade dos motoristas

O artigo 27, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), é claro ao especificar que “antes de colocar o veículo em circulação nas vias públicas, o condutor deverá verificar a existência e as boas condições de funcionamento dos equipamentos de uso obrigatório, bem como assegurar-se da existência de combustível suficiente para chegar ao local de destino.”

Portanto, é dever do motorista zelar pelo próprio veículo. Verificar se as luzes estão funcionando, se os pneus estão em boas condições, se os itens de segurança e manutenção estão em dia. Essas ações são ações fundamentais para a segurança no trânsito.

Assine a nossa newsletter e receba os próximos conteúdos em primeira mão!





Fale conosco!